Visiting Fellow João Cezar de Castro Rocha on Lyricism and Exile in a Brazilian newspaper: “a inteligência dos alunos de Princeton contribuiu muito para a reflexão que agora apresento”

A Lírica do Exílio e a cultura brasileira (1)

— Joâo Cezar de Castro Rocha

A forma do exílio?
Nesta e nas próximas duas colunas, estarei propondo uma reflexão sobre a centralidade do exílio na cultura brasileira. Como entender o fenômeno? Por que a distância se impôs como condição necessária para o exame de determinados traços da experiência histórica nos tristes trópicos?

O breve estudo de dois poemas constitui um ponto de partida conveniente. Penso em Doçura de amor, de Domingos Caldas Barbosa, aparecido na coletânea Viola de Lereno (1798), e em Música brasileira, poema de Olavo Bilac, saído em Tarde (1917).

Continue Reading

1 thought on “Visiting Fellow João Cezar de Castro Rocha on Lyricism and Exile in a Brazilian newspaper: “a inteligência dos alunos de Princeton contribuiu muito para a reflexão que agora apresento”

  1. Me parece fantástico que partas tu reflexión sobre el exilio brasileño con estos dos grandes poemas. La realidad que muestra el primer poema y como se refiere al pueblo brasileño que vive en tristezas así como lo concibes es cierta, creo que a eso se quizo referir el autor. También resaltar que Brasil tiene un brillo, sensualidad y encanto nacional en su cultura.

Leave a Reply to Angel Cancel reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *